Robôs ou atendimento humanos?

inteligencia-artificial-5

A primeira coisa que pensamos quando falamos em atendimento ao cliente é em pessoas. Pessoas se relacionando com pessoas, certo? Por enquanto, sim! De acordo com pesquisa publicada pela Accenture, 68% dos clientes brasileiros ainda preferem interagir com pessoas durante um atendimento, porém esse número tende a cair. Parece cena do desenho “Os Jetsons”, onde os robôs ganhavam vida e interagiam com as pessoas. A realidade em contact center caminha rapidamente para este cenário e as empresas especializadas já possuem automação no atendimento para situações específicas.

Uma empresa que investe nessa tecnologia aumenta sua produtividade, agiliza o atendimento ao cliente, abre possibilidades de novos negócios e reduz os custos das operações otimizando seus gastos. Automatizar o atendimento é inevitável mas não perder o o foco no relacionamento é ainda mais importante.

Engana-se quem acredita que os operadores de contact center sairão de cena totalmente. Eles serão responsáveis pela interação com clientes em pontos críticos, quando os robôs não têm estiverem preparados para. A presença destes profissionais será essencial para potencializar e melhorar o relacionamento com o cliente, dada sua especialização afinal, a empatia humana é o que há de mais valioso.  Nenhum pode robô substitui isso.

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *